Medical Fair Brasil confirma edição 2023 para setembro

0
386

A Medical Fair Brasil (MFB) 2023, edição brasileira da MEDICA – maior feira da indústria de saúde mundial, já tem data para acontecer. O evento tomará conta do Expo Center Norte, em São Paulo, de 26 a 28 de setembro.

Nesta edição, o evento reunirá 208 expositores e irá disponibilizar de uma programação qualificada com mais de 170 horas, entre fóruns, simpósios, congressos e palestras profissionais.

Mais do que uma feira física, a MFB é um canal de comunicação com o setor da saúde, pelo qual empresas apresentam seus produtos inovadores e serviços com a finalidade de abastecimento e transformação de toda a cadeia do segmento.

Em 2022, a feira reuniu fornecedores de ambulância e resgate, eletromedicina e tecnologia de produtos, equipamentos de diagnóstico, equipamentos médico-hospitalares, equipamentos para laboratório de análise clínica, facilities, fisioterapia, tecnologia ortopédica e reabilitação, home care, insumos e descartáveis, móveis hospitalares, serviço médico e publicações, tecnologia da informação e comunicação, além de testes de diagnóstico.

“É importante ressaltar que mais de 70% dos nossos visitantes são decisores de compras.  A MFB pega carona nos novos moldes de se fazer feira, acreditando que mais do que oferecer aos expositores a perspectiva de vendas, possibilita aprofundar e consolidar relacionamentos comerciais e, assim, concretizar mais negócios. Em 2022, após dois anos de pandemia, realizamos o evento com muita satisfação e nossa expectativa para a próxima edição éde uma entrega muito maior e melhor”, declara Malu Sevieri, diretora da MFB e CEO da Emme Brasil – representante da Messe Düsseldorf.

A realização de um spin off da MEDICA no Brasil reflete mais um projeto audacioso da Messe Düsseldorf no mundo. Com 13 feiras de sucesso no setor circulando por diversos continentes, a empresa alemã tem investido na América Latina e enxerga no país, com seus mais de 210 milhões de habitantes, um espaço próspero para novos negócios.

“Carregamos um peso importante e de muita responsabilidade por realizarmos uma feira ‘filha’ da MEDICA. Fazemos investimentos altos e que serão refletidos, positivamente, a longo prazo. Nossa expectativa, neste momento, não é a lucratividade, mas sim o desenvolvimento de algo que seja relevante para o mercado e contribua para a indústria de saúde brasileira”, garante Malu.

Foto: Divulgação