Capacitação Profissional para o público 50+

0
575
aged couple of pensioners talking with employee at office

Cuidar dos netos e viver em função da família era o destino de grande parte das pessoas acima dos 50 anos. Se outrora envelhecer era sinônimo de cansaço, monotonia e resguardo, agora com o aumento da expectativa de vida e das mudanças comportamentais sociais observadas ao longo dos anos, trabalhar se tornou uma alternativa para muitos que chegam a essa fase da vida.

Este novo comportamento vem chamando a atenção de diversas áreas como a medicina, o esporte, o turismo e, principalmente, o mercado de trabalho. É crescente o número de pessoas acima dos 50 anos de idade que permanecem em suas profissões ou que optam por retornar às empresas que já trabalharam. Seja qual for sua motivação – financeira ou por projeto pessoal – é preciso buscar conhecimento e capacitação para uma nova realidade do mundo profissional.

Especialistas em Recursos Humanos relatam que ao buscar emprego, há dois tipos de profissionais: aqueles que têm boa renda, são qualificados e, consequentemente, dispõem de maior liberdade de escolha; e aqueles que se aposentam, mas precisam complementar a renda. De qualquer forma, é preciso que o profissional se capacite e busque por cursos e treinamentos.

Para Sônia Dick, psicóloga e diretora – executiva do Instituto de Desenvolvimento Pessoal de Ensino Superior (IDEPES), “o profissional deve atualizar seus conhecimentos e manter o networking para continuar trabalhando após a aposentadoria. Nesse sentido, em um mercado cada vez mais competitivo, qualificar-se é preciso”, ressalta.

Alinhado a essa tendência, o IDEPES, entidade especializada em cursos de Pós- Graduação e Aperfeiçoamento nas áreas de Terapias Complementares e Estética, oferece capacitação profissional para o público acima dos 50 anos.

Foto: Freepik