Copra Alimentos visa aumento do consumo da água de coco no verão

0
237
Pretty brunette woman in straw hat and linen dress posing on terrace over dry palm leaf holding Fresh coconut.

Empresa pioneira e referência nacional na produção de óleo de coco extravirgem no Brasil, está se preparando para as tendências de consumo para o verão de 2024. A empresa prevê um crescimento de, pelo menos, 30% nas vendas de sua água de coco industrializada.

De acordo com Hélcio Oliveira, presidente da Copra, a bebida é refrescante e traz muitos benefícios para a saúde, tornando-se ideal para a época de sol e calor no país. “A água de coco é a estrela do verão e nós já planejamos a nossa produção focando o aumento da demanda nesta época do ano”, contou.

Hélcio explica ainda que a água de coco industrializada é uma ótima alternativa para as pessoas que não moram no litoral e, mesmo assim, gostam de consumir a bebida.  “Sendo referência na fabricação de produtos derivados do coco, a COPRA possui um processo de fabricação eficiente, que extrai o que há de melhor do fruto, para que ele chegue da melhor forma possível aos consumidores”.

Água e Polpa de coco

Sendo referência na fabricação de produtos derivados do coco, a Copra Alimentos lançou em 2023 a água de coco e a  bebida com a polpa de coco nas embalagens de 1 litro e 200 ml. Sendo saborosas e naturais, as bebidas não possuem conservantes e são fontes de nutrientes e vitaminas.

A água de coco com a polpa do fruto – que não tem adição de açúcar –  é uma inovação da Copra, que deixa a bebida mais cremosa e o sabor do coco ainda mais intenso. 

É importante ressaltar que todos os produtos são produzidos com o selo FSSC 22.000, um reconhecimento global baseado nos sistemas de gestão de segurança de alimentos, atestando que os processos de produção da Copra são capazes de fornecer um alimento seguro para quem consome. Os itens podem ser encontrados em supermercados e lojas de produtos naturais de todo Brasil.

A Copra Alimentos é uma indústria alimentícia especializada em produtos derivados do processamento do coco seco sendo pioneira no Brasil na produção de óleo de coco extravirgem. A empresa atua há 25 anos em Maceió, Alagoas, e conta com mais de 500 funcionários.

Foto: Freepik/Divulgação