Consumo de ovos de Páscoa este ano deve seguir em alta

0
1575

Após dois anos de pandemia de Covid-19 que levaram a uma desaceleração no consumo de ovos de Páscoa, esses itens começam a mostrar retomada de crescimento. Durante a celebração do ano passado, a Kantar, líder em dados, insights e consultoria, registrou 7 milhões de novos lares compradores de ovos de chocolate em comparação a 2020. No total, 36,2% dos lares brasileiros consumiram ovos de chocolate em 2022, um acréscimo de 12,5% em relação a 2020.

Para a Páscoa que se aproxima a Kantar prevê a manutenção da tendência de aumento de consumo de ovos de chocolate, num cenário de retorno à rotina social e dos encontros em família e amigos. Para equilibrar o bolso, os itens artesanais (caseiros e feitos sob encomenda) devem se destacar, já que o preço médio por quilo destes itens é de R$ 132 versus R$ 183 dos industrializados. Ovos de chocolate artesanais já representam quase a metade do volume consumido durante a Páscoa pelos brasileiros. O consumidor costuma comprar, em média, 500 gramas dos produzidos a mão e embalagens de 390g dos industrializados

“Para este ano é importante que as empresas estejam atentas às movimentações do mercado. Os recentes problemas financeiros da Lojas Americanas podem trazer mudanças nas escolhas de canais, pois a varejista se desponta entre os consumidores nas categorias de indulgências, visto que 26% dos lares compram snacks, biscoitos e chocolates em suas lojas físicas ou online. Já na Páscoa, ela representa 15% das vendas de ovos de chocolates vendidos no Brasil.”, diz Lucas Farias, executivo de contas sênior da divisão Worldpanel da Kantar.

Os dados apresentados fazem parte do relatório trimestral Consumer Insights da Kantar, que contempla 11.300 lares brasileiros de todas as regiões e classes sociais, representando 60 milhões de lares. O período de Páscoa analisado foi de 14 de março a 15 de maio de 2022.

Foto: Freepik